Google is committed to advancing racial equity for Black communities. See how.
This page was translated by the Cloud Translation API.
Switch to English

Boletim de segurança do Android - fevereiro de 2019

Publicado em 4 de fevereiro de 2019

O Boletim de Segurança do Android contém detalhes de vulnerabilidades de segurança que afetam dispositivos Android. Os níveis do patch de segurança de 05/02/2019 ou posteriores tratam de todos esses problemas. Para saber como verificar o nível do patch de segurança de um dispositivo, consulte Verificar e atualizar sua versão do Android .

Os parceiros Android são notificados de todos os problemas pelo menos um mês antes da publicação. Os patches do código-fonte para esses problemas foram lançados no repositório Android Open Source Project (AOSP) e vinculados a este boletim. Este boletim também inclui links para patches fora do AOSP.

O mais grave desses problemas é uma vulnerabilidade de segurança crítica no Framework que pode permitir que um invasor remoto, usando um arquivo PNG especialmente criado, execute código arbitrário no contexto de um processo privilegiado. A avaliação da gravidade é baseada no efeito que a exploração da vulnerabilidade possivelmente teria em um dispositivo afetado, supondo que as atenuações de plataforma e serviço sejam desativadas para fins de desenvolvimento ou se forem contornadas com êxito.

Não recebemos relatórios de exploração ativa do cliente ou abuso desses problemas relatados recentemente. Consulte a seção de mitigações Android e Google Play Protect para obter detalhes sobre as proteções da plataforma de segurança Android e Google Play Protect, que melhoram a segurança da plataforma Android.

Observação: informações sobre a última atualização over-the-air (OTA) e imagens de firmware para dispositivos do Google estão disponíveis no boletim de atualização do Pixel de fevereiro de 2019 .

Reduções de serviço do Android e do Google

Este é um resumo das atenuações fornecidas pela plataforma de segurança Android e proteções de serviço, como o Google Play Protect . Esses recursos reduzem a probabilidade de que as vulnerabilidades de segurança possam ser exploradas com êxito no Android.

  • A exploração de muitos problemas no Android é dificultada pelos aprimoramentos nas versões mais recentes da plataforma Android. Incentivamos todos os usuários a atualizar para a versão mais recente do Android sempre que possível.
  • A equipe de segurança do Android monitora ativamente o abuso por meio do Google Play Protect e avisa os usuários sobre aplicativos potencialmente nocivos . O Google Play Protect é ativado por padrão em dispositivos com Google Mobile Services e é especialmente importante para usuários que instalam aplicativos de fora do Google Play.

Detalhes de vulnerabilidade no nível do patch de segurança de 01/02/2019

Nas seções abaixo, fornecemos detalhes para cada uma das vulnerabilidades de segurança que se aplicam ao nível de patch de 01/02/2019. As vulnerabilidades são agrupadas no componente que afetam. Há uma descrição do problema e uma tabela com o CVE, referências associadas, tipo de vulnerabilidade , gravidade e versões atualizadas do AOSP (quando aplicável). Quando disponível, vinculamos a alteração pública que abordou o problema ao ID do bug, como a lista de alterações AOSP. Quando várias alterações estão relacionadas a um único bug, referências adicionais são vinculadas a números após a ID do bug.

Estrutura

A vulnerabilidade mais grave nesta seção pode permitir que um invasor remoto usando um arquivo PNG especialmente criado para executar código arbitrário no contexto de um processo privilegiado.

CVE Referências Tipo Gravidade Versões atualizadas de AOSP
CVE-2019-1986 A-117838472 [ 2 ] RCE Crítico 9
CVE-2019-1987 A-118143775 [ 2 ] RCE Crítico 7,0, 7.1.1, 7.1.2, 8.0, 8.1, 9
CVE-2019-1988 A-118372692 RCE Crítico 8,0, 8,1, 9

Biblioteca

A vulnerabilidade mais grave nesta seção pode permitir que um invasor remoto usando um arquivo especialmente criado execute código arbitrário no contexto de um processo sem privilégios.

CVE Referências Tipo Gravidade Versões atualizadas de AOSP
CVE-2017-17760 A-78029030 * RCE Alto 7,0, 7.1.1, 7.1.2, 8.0, 8.1, 9
CVE-2018-5268 A-78029634 * RCE Alto 7,0, 7.1.1, 7.1.2, 8.0, 8.1, 9
CVE-2018-5269 A-78029727 * RCE Alto 7,0, 7.1.1, 7.1.2, 8.0, 8.1, 9
CVE-2017-18009 A-78026242 * EU IRIA Moderado 7,0, 7.1.1, 7.1.2, 8.0, 8.1, 9

Sistema

A vulnerabilidade mais grave nesta seção pode permitir que um invasor remoto, usando uma transmissão especialmente criada, execute código arbitrário no contexto de um processo privilegiado.

CVE Referências Tipo Gravidade Versões atualizadas de AOSP
CVE-2019-1991 A-110166268 RCE Crítico 7,0, 7.1.1, 7.1.2, 8.0, 8.1, 9
CVE-2019-1992 A-116222069 RCE Crítico 7,0, 7.1.1, 7.1.2, 8.0, 8.1, 9
CVE-2019-1993 A-119819889 EoP Alto 8,0, 8,1, 9
CVE-2019-1994 A-117770924 EoP Alto 8,0, 8,1, 9
CVE-2019-1995 A-32589229 [ 2 ] EU IRIA Alto 7,0, 7.1.1, 7.1.2, 8.0, 8.1, 9
CVE-2019-1996 A-111451066 EU IRIA Alto 8,0, 8,1, 9
CVE-2019-1997 A-117508900 EU IRIA Alto 7,0, 7.1.1, 7.1.2, 8.0, 8.1, 9
CVE-2019-1998 A-116055338 [ 2 ] DoS Alto 9

Detalhes de vulnerabilidade no nível do patch de segurança de 05/02/2019

Nas seções abaixo, fornecemos detalhes para cada uma das vulnerabilidades de segurança que se aplicam ao nível de patch de 05/02/2019. As vulnerabilidades são agrupadas no componente que afetam e incluem detalhes como o CVE, referências associadas, tipo de vulnerabilidade , gravidade , componente (onde aplicável) e versões atualizadas do AOSP (onde aplicável). Quando disponível, vinculamos a alteração pública que abordou o problema ao ID do bug, como a lista de alterações AOSP. Quando várias alterações estão relacionadas a um único bug, referências adicionais são vinculadas a números após a ID do bug.

Componentes do kernel

A vulnerabilidade mais severa nesta seção pode permitir que um aplicativo mal-intencionado local execute código arbitrário no contexto de um processo privilegiado.

CVE Referências Tipo Gravidade Componente
CVE-2018-10879 A-116406063
Kernel upstream
EoP Alto sistema de arquivos ext4
CVE-2019-1999 A-120025196 * EoP Alto Binder driver
CVE-2019-2000 A-120025789 * EoP Alto Binder driver
CVE-2019-2001 A-117422211 * EU IRIA Alto iomem

Componentes NVIDIA

A vulnerabilidade mais grave nesta seção pode permitir que um invasor remoto usando um arquivo especialmente criado para executar código arbitrário dentro do contexto de um processo privilegiado.

CVE Referências Tipo Gravidade Componente
CVE-2018-6271 A-80198474 * RCE Crítico libnvomx
CVE-2018-6267 A-70857947 * EoP Alto libnvomx
CVE-2018-6268 A-80433161 * EoP Alto libnvomx
CVE-2016-6684 A-117423758 * EU IRIA Alto log do kernel

Componentes Qualcomm

Essas vulnerabilidades afetam os componentes da Qualcomm e são descritas com mais detalhes no boletim de segurança ou alerta de segurança da Qualcomm apropriado. A avaliação da gravidade desses problemas é fornecida diretamente pela Qualcomm.

CVE Referências Tipo Gravidade Componente
CVE-2018-11262 A-76424945
QC-CR # 2221192
N / D Crítico bootloader
CVE-2018-11280 A-109741776
QC-CR # 2185061
N / D Alto Modem
CVE-2018-11275 A-74409078
QC-CR # 2221256 [ 2 ]
N / D Alto Bootloader
CVE-2018-13900 A-119052051
QC-CR # 2287499
N / D Alto Modem
CVE-2018-13905 A-119052050
QC-CR # 2225202
N / D Alto Gráficos

Componentes de código fechado da Qualcomm

Essas vulnerabilidades afetam os componentes da Qualcomm e são descritas com mais detalhes no boletim de segurança ou alerta de segurança da Qualcomm apropriado. A avaliação da gravidade desses problemas é fornecida diretamente pela Qualcomm.

CVE Referências Tipo Gravidade Componente
CVE-2018-11289 A-109678453 * N / D Crítico Componente de código fechado
CVE-2018-11820 A-111089815 * N / D Crítico Componente de código fechado
CVE-2018-11938 A-112279482 * N / D Crítico Componente de código fechado
CVE-2018-11945 A-112278875 * N / D Crítico Componente de código fechado
CVE-2018-11268 A-109678259 * N / D Alto Componente de código fechado
CVE-2018-11845 A-111088838 * N / D Alto Componente de código fechado
CVE-2018-11864 A-111092944 * N / D Alto Componente de código fechado
CVE-2018-11921 A-112278972 * N / D Alto Componente de código fechado
CVE-2018-11931 A-112279521 * N / D Alto Componente de código fechado
CVE-2018-11932 A-112279426 * N / D Alto Componente de código fechado
CVE-2018-11935 A-112279483 * N / D Alto Componente de código fechado
CVE-2018-11948 A-112279144 * N / D Alto Componente de código fechado
CVE-2018-5839 A-112279544 * N / D Alto Componente de código fechado
CVE-2018-13904 A-119050566 * N / D Alto Componente de código fechado

Perguntas e respostas comuns

Esta seção responde a perguntas comuns que podem ocorrer após a leitura deste boletim.

1. Como posso determinar se meu dispositivo está atualizado para resolver esses problemas?

Para saber como verificar o nível do patch de segurança de um dispositivo, consulte Verificar e atualizar sua versão do Android .

  • Os níveis do patch de segurança de 01/02/2019 ou posteriores tratam de todos os problemas associados ao nível do patch de segurança de 01/02/2019.
  • Os níveis do patch de segurança de 05/02/2019 ou posteriores tratam de todos os problemas associados ao nível do patch de segurança de 05/02/2019 e todos os níveis de patch anteriores.

Os fabricantes de dispositivos que incluem essas atualizações devem definir o nível da string de patch para:

  • [ro.build.version.security_patch]: [01/02/2019]
  • [ro.build.version.security_patch]: [05/02/2019]

2. Por que este boletim tem dois níveis de patch de segurança?

Este boletim tem dois níveis de patch de segurança para que os parceiros Android tenham flexibilidade para corrigir um subconjunto de vulnerabilidades que são semelhantes em todos os dispositivos Android mais rapidamente. Os parceiros Android são encorajados a corrigir todos os problemas neste boletim e usar o nível de patch de segurança mais recente.

  • Os dispositivos que usam o nível de patch de segurança de 01/02/2019 devem incluir todos os problemas associados a esse nível de patch de segurança, bem como correções para todos os problemas relatados em boletins de segurança anteriores.
  • Os dispositivos que usam o nível de patch de segurança de 05/02/2019 ou mais recente devem incluir todos os patches aplicáveis ​​neste (e nos anteriores) boletins de segurança.

Os parceiros são incentivados a agrupar as correções para todos os problemas que estão abordando em uma única atualização.

3. O que significam as entradas na coluna Tipo ?

As entradas na coluna Tipo da tabela de detalhes da vulnerabilidade fazem referência à classificação da vulnerabilidade de segurança.

Abreviação Definição
RCE Execução remota de código
EoP Elevação de privilégio
EU IRIA Divulgação de informação
DoS Negação de serviço
N / D Classificação não disponível

4. O que significam as entradas na coluna Referências ?

As entradas na coluna Referências da tabela de detalhes da vulnerabilidade podem conter um prefixo que identifica a organização à qual o valor de referência pertence.

Prefixo Referência
UMA- ID de bug do Android
QC- Número de referência da Qualcomm
M- Número de referência da MediaTek
N- Número de referência NVIDIA
B- Número de referência Broadcom

5. O que significa um * ao lado do ID do bug do Android na coluna Referências ?

Os problemas que não estão publicamente disponíveis têm um * próximo ao ID do bug do Android na coluna Referências . A atualização para esse problema geralmente está contida nos drivers binários mais recentes para dispositivos Pixel disponíveis no site Google Developer .

6. Por que as vulnerabilidades de segurança estão divididas entre este boletim e os boletins de segurança do dispositivo / parceiro, como o boletim Pixel?

As vulnerabilidades de segurança documentadas neste boletim de segurança são necessárias para declarar o nível de patch de segurança mais recente em dispositivos Android. Vulnerabilidades de segurança adicionais documentadas nos boletins de segurança do dispositivo / parceiro não são necessárias para declarar um nível de patch de segurança. Os fabricantes de dispositivos e chipsets Android são incentivados a documentar a presença de outras correções em seus dispositivos por meio de seus próprios sites de segurança, como os boletins de segurança Samsung , LGE ou Pixel .

Versões

Versão Encontro Notas
1.0 4 de fevereiro de 2019 Boletim publicado